Marcando para sempre seu nome na História do Surf Gaúcho, Lugas Gasperin, 15 anos, fatura o bicampeonato estadual nas categorias Mirim e Júnior, em 2018, uma dobradinha de respeito e muita motivação para o jovem talento de Cidreira e pupilo do legend Dinga Colognesi, entre outros.

Destacar-se no cenário competitivo e atingir um bom nível de performance nunca foi fácil aqui no sul, devido as nossas ondas irregulares na maior parte do ano, ao problema das redes no inverno, a falta de incentivo das grandes marcas e um trabalho quase que inexistente em relação ao desenvolvimento de atletas. Imaginem então o cara que vem de Cidreira, uma das últimas praias do litoral norte gaúcho!? Ou o cara tem ótimos mentores e uma determinação acima da média, ou passa despercebido e vira soul surfer, e muitas vezes até abandona o esporte.

Para descobrir como o Lucas chegou até aqui, e até onde ele pretende ir, conversamos com o garoto que agora tornou-se uma das referências da nova geração do estado e ícone do surf em sua cidade. O bate papo, vocês conferem abaixo!

Fotos: Arquivo Pessoal Lucas Gasperin

Quem te introduziu no surf e como foi teu início no esporte?

Há 4 anos atrás comecei a ver muitos locais pegando onda aqui em Cidreira, e o surf começou a mexer comigo. Daí pra frente foi só evolução! Contei com a ajuda de uma galera, não posso dizer que foi só um, tive vários que me ajudaram.

Quem são teus ídolos aí em Cidreira, no surf gaúcho e mundial?

Meu ídolo aqui em Cidreira é o Ridan “Dinga” Colognesi, no surf gaúcho é o Rodrigo “Pedra” Dornelles, e no surf mundial o Gabriel Medina.

Como foi ser Campeão Gaúcho Mirim e Júnior em 2018? Sabia que, poucos atletas na nossa história conseguiram tal feito?

Sinceramente, treinei muito forte pra competir a altura dos meus rivais, e hoje vejo que meu potencial, felizmente, me colocou no topo. Ser campeão gaúcho em duas categorias é uma sensação inexplicável!

Quais são teus sonhos como atleta e ser humano?

Me tornar profissional e entrar na elite do surf brasileiro e mundial. Como ser humano, ter estabilidade de vida, nunca deixar de ser humilde e ajudar pessoas que realmente merecem e precisam.

Quem são as marcas e empresas que te apoiam?

Meus apoios são: Index Krown, Link Up, Maregeu, Expresso São José, Centro das Antenas, Evanio Gás, Andy Naza Boy, Aloha Surf House e Sinergia Funcional. Ah, e os meus pais, claro, que correm atrás dos apoios comigo e me incentivam a seguir em busca do meu sonho!

Já viajou pro exterior? Se sim, conte como foi. Se não, pra onde será e por que?

Ainda não tive este prazer, mas logo logo e com muito foco vou viajar para o Peru, é um sonho essa viajem!

Qual o adversário que tu acha mais difícil de vencer?

Depois deste bicampeonato estadual, cheguei a conclusão que, com muito treino e foco, nada é impossível.

Deixe um recado pra turma do Pampa Barrels e a todos que admiram teu surf.

Muito obrigado a todos que me admiram no surf, e obrigado a galera do Pampa Barrels, que fazem o surf acontecer aqui no Rio Grande do Sul!

3 thoughts on “Lucas Gasperin leva o Bi Estadual para Cidreira e escreve seu nome na História do Surf Gaúcho”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *