Por Thiago Rausch

Durante os três meses que passei em Puerto Escondido nesta temporada, vivenciei muitos momentos incríveis. Entre eles, cito um em especial que me encheu de orgulho e ainda mais admiração por um ser humano ímpar, o maior ídolo da história do surf gaúcho Rodrigo “Pedra” Dornelles.

“Pedra”, que aos 42 anos de idade administra a farmácia da família em Torres, assombrou o line up de Zicatela logo em sua chegada, entubando pesado em duas das maiores ondas que entraram na manhã do dia 20 de julho.

Pedra Dornelles, Zicatela. By West Side
Rodrigo “Pedra” Dornelles, Puerto Escondido – México. Foto Miguel Diaz

Entretanto, como Zicatela é uma verdadeira “caixinha de surpresas”, em sua terceira onda Pedra “morreu” dentro do tubo, e na vaca teve um forte impacto no ouvido esquerdo que ocasionou em 5% do tímpano rompido, além da triste ameaça de finalizar a surf trip – que foi de 10 dias –  justo no primeiro dia.

Eu, como havia me lesionado um dia antes, acompanhei tudo da beira da praia e pude entrevista-lo ainda na areia para saber exatamente o que aconteceu.

À seguir vocês acompanham uma edição que fiz mesclando as imagens do surf, do depoimento e da primeira onda surfada por ele após a breve recuperação. Espero que gostem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *